5 dicas para quem quer estudar no exterior pós pandemia

Muitas pessoas sonham em estudar no exterior para agregar diferenciais ao seu currículo, se aperfeiçoar em sua área de atuação profissional e destacar-se. Porém, a pandemia e as restrições de entrada em diversos países adiaram o sonho de milhares de estudantes, que tiveram que postergar seus estudos para 2022 ou 2023.

Profissionais que estudam no exterior adquirem características atraentes para empresas contratantes e, até mesmo, trazem na bagagem experiências positivas para aqueles que decidem criar seu próprio negócio, como fluência em um segundo idioma, experiência em se comunicar com pessoas de culturas e visões diferentes, experiência em lidar com situações que fogem ao seu cotidiano comum, adaptabilidade e visão global sobre os assuntos relacionados ao setor em que atua.

Se você já se decidiu que irá retomar os estudos no próximo ano, quer investir em uma formação internacional e não sabe por onde começar, continue a leitura! Nesse post te ajudaremos a planejar essa grande experiência para que você aproveite cada etapa.

1. Saiba qual o melhor curso para fazer de acordo com seu momento profissional e de vida

Caso seja graduando ou recém graduado, você pode aproveitar suas férias e escolher entre cursos de curta duração com temas relacionados a área que estuda e se formar já com o diferencial de uma experiência no exterior, conhecendo novos mercados, culturas e pessoas.

Se você já se formou, pode escolher entre uma pós-graduação ou MBA ou optar também por cursos de curta duração destinado a profissionais mais experientes, que são uma boa pedida para quem quer ter a experiência de participar de discussões com executivos locais, contato com pessoas de diversos lugares do mundo e aperfeiçoar o idioma.

E para quem já ocupa cargos de gestão ou já toca o seu próprio negócio, essa modalidade de curso também pode conferir diferencial e te ajudar a desenvolver projetos inovadores com o uso de conceitos discutidos de maneira global!

Na hora de escolher, leve em consideração suas metas, suas prioridades, seu momento profissional: você pode fazer um curso mais longo e ficar alguns meses fora de seu posto no trabalho atual ou pode trabalhar à distância? Se puder, pode pensar em cursos mais longos, mas caso não tenha essa disponibilidade, é totalmente possível se preparar e aproveitar as férias para estudar no exterior durante 2 ou 3 semanas e trazer novas ideias para implementar na sua empresa ou no seu negócio.

2. Escolha o local ideal para o seu objetivo

Em qual área você quer se aperfeiçoar? Essa é uma pergunta importante na hora de escolher para qual país ir e qual instituição escolher.

Opções como Estados Unidos e Europa são a escolha de muitos estudantes. Isso porque essas regiões são referência em diversas áreas e conferem experiência importante para quaisquer profissionais. Por exemplo, quem não precisa saber sobre gestão e estratégias de comunicação e de negócios hoje em dia, numa realidade digital e globalizada?

Além de escolher o país de destino, escolha uma instituição que tenha referências e experiência em levar pessoas para estudar no exterior. Visite o site, entre em contato, entenda sobre o processo de admissão, se é possível conseguir bolsas de estudos, busque depoimentos de alunos que já foram e siga todos os passos de inscrição.

Além disso, é importante se informar sobre a necessidade de um visto de estudante ou de negócios/turismo. O tipo do visto vai depender do tempo que você ficará no país. Vale lembrar que os consulados de muitos países ficaram fechados por longos meses, o que pode dificultar o agendamento das entrevistas. Busque saber quais são as exigências do país de destino e como a instituição de ensino escolhida pode te ajudar nesse processo.

Também é importante se atentar às novas exigências impostas pelos países por causa da COVID-19. Principalmente após um período de pandemia global, informe-se sobre o que o país de destino exige do estudante, quais vacinas são aceitas, se é necessário apresentar um teste de PCR, se o país exige quarentena, entre outras exigências.

3. Prepare-se para sua estadia e planeje sua viagem: busque saber sobre o clima do lugar, quais as melhores opções de acomodação, veja como se locomover

A experiência de estudar fora do país vai além dos materiais de estudo. Pesquise sobre a localização da instituição para onde você vai, veja a distância de sua hospedagem até lá, quais os meios de transporte mais eficientes para se locomover pela e entre cidades.

Também é importante analisar as opções de hospedagem e custo-benefício. Em muitas universidades são oferecidos quartos em dormitórios estudantis (housing), onde você vai dividir o quarto com 2 ou 3 alunos. Também existe a opção de hotel ou Airbnb, sozinho ou dividindo com um colega de sala.

Saiba sobre o clima no país de acordo com a época que você vai. Ninguém quer passar o famoso “perrengue” de frio ou calor e ter que gastar mais que o esperado com roupas e assessórios não planejados, não é mesmo?

Além disso, vale pesquisar sobre o que fazer no tempo livre. Com certeza, além de estudar, você vai querer conhecer mais sobre o lugar, pontos turísticos, históricos, entre outras atividades. Para isso, faça um cronograma e planeje cada um dos dias separando horário para as aulas na instituição escolhida, estudo em casa e, também, para turismo e programas culturais.

4. Vá preparado para focar nos estudos: leia sobre a realidade do local na sua área de atuação, conheça autores importantes para abordar nas aulas, leve suas principais dúvidas

Em uma experiência de estudo fora do país, você terá contato com diversas novidades da sua área de atuação. Antes de ir, vale pesquisar sobre a realidade do local e entender a relevância daquele país, estado ou cidade para sua área de estudos.

Pesquise sobre profissionais locais que são referência, empresas-modelo, autores influentes e respeitados que abordam os temas que você vai estudar.

Veja se a instituição escolhida oferece materiais para te auxiliar na preparação da viagem, para que você tenha insumos para estudar com antecedência, ler artigos, anotar dúvidas e formular boas questões aos professores para que você volte preparado para colocar em prática tudo que aprender.

5. Aproveite a experiência o máximo que puder!

Aproveite! A experiência de estudar no exterior pode ser benéfica em várias áreas da sua vida além da profissional.

Além de se destacar no mercado de trabalho, convivendo em uma realidade diferente da sua, você aprende sobre novos pontos de vista que você talvez não veria sem a chance de estar num lugar novo e cheio de pessoas dispostas a aprender e trocar experiência e saberes.

Vá focado! Você fará um investimento importantíssimo que pode mudar sua vida e te apresentar oportunidades únicas! Estude bastante, traga novidades e destaque-se!

Aproveite a chance de fazer networking! Imagine manter contato com profissionais de diversas partes do mundo e continuar aprendendo sobre realidades, idiomas, culturas e economias diferentes e ainda poder desenvolver projetos internacionais!


Agora que você já sabe por onde começar, que tal planejar uma viagem de estudos? Na IBS Americas você tem a oportunidade de escolher entre destinos como Itália, Londres, Califórnia e New York para estudar sobre Administração, Comunicação e Marketing, Estratégia, Finanças, Gestão de Projetos, Liderança, Sustentabilidade, Inovação, entre outros cursos! São cinco opções de universidades renomadas e que são referência na formação de líderes globais, localizadas em cidades estratégicas e próximas a diversas empresas e até mesmo das sedes da ONU e OMC!

Além disso, você ainda pode concorrer a bolsas de estudo! Veja mais sobre os cursos disponíveis e preencha o Application Form!