Líder do futuro: entenda quais seus principais desafios e habilidades a serem desenvolvidas

Em meio a importantes inovações tecnológicas e imersos na recuperação do mercado pós pandemia, a liderança das empresas, mais do que nunca, se mantém antenada aos movimentos e tenta prever o desfecho do mercado de trabalho, planejando seus próximos passos.

Além do caminho que as empresas tomarão, existe a preocupação em relação ao desenvolvimento da própria carreira. Como se preparar para os próximos anos? Qual perfil de profissional se destacará no futuro?

Para ajudá-lo a responder essa e outras perguntas, reunimos neste artigo algumas visões sobre os desafios e habilidades essenciais para os líderes do futuro. Acompanhe!

Os desafios do líder do futuro

De um lado, a inteligência artificial, o machine learning e a automação de processos. Do outro, a necessidade da consciência social e da humanização das relações de trabalho.

Esse cenário ambíguo mostra que o líder do futuro estará imerso entre tecnologia e pessoas e, para que transite bem nesses dois mundos aparentemente opostos, terá de superar alguns obstáculos. Vejamos mais sobre o assunto.

Liderança humanizada

Atingir bons resultados de negócio e garantir a máxima performance da equipe já não é fator determinante para a atuação de gestores. O líder do futuro tem a tarefa de ir além disso.

Sendo o Brasil o país mais ansioso do mundo e com mais de 20% da sua população sofrendo com algum tipo de transtorno mental, os líderes do futuro não poderão mais pedir para que sua equipe simplesmente separe a vida pessoal da profissional, já que uma influencia a outra e vice-versa.

Enquanto traz rentabilidade para a empresa, esse profissional precisa preservar a saúde e a qualidade de vida de seus colaboradores, parceiros e fornecedores. Isso sem falar de outros assuntos correlacionados, como diversidade no ambiente de trabalho, contribuição com causas sociais etc.

Disrupção tecnológica

Embora muitas tarefas sejam automatizadas nos próximos anos, isso não significa que os líderes do futuro terão um trabalho mais fácil que seus antecessores.

O bom uso das inovações tecnológicas está diretamente ligado à gestão eficiente, o que exige que os profissionais criem estratégias bem definidas, saibam mensurar os riscos e conduzam os projetos, bem como as máquinas, da forma mais competente e ágil possível.

As habilidades essenciais para o líder do futuro

É certo que não existe uma resposta exata para esses desafios. Porém, algumas competências exigidas atualmente se tornarão ainda mais importantes para que o líder do futuro saiba lidar com a nova realidade das empresas. Confira algumas delas!

Agilidade emocional

Indo além do conceito de inteligência emocional, que já vem sendo tão trabalhado no ambiente corporativo, a agilidade emocional chega como forma de repaginar essa habilidade.

O conceito, bastante explorado pela psicóloga e professora de Harvard Susan David, aponta que, cada vez mais, as pessoas que souberem lidar rapidamente com as reviravoltas impostas na vida pessoal e profissional, estarão mais preparadas para assumir grandes responsabilidades sem sofrer danos emocionais por isso.

Forte aliada para lidar com as dificuldades do mundo BANI (Brittle, Anxious, Nonlinear e Incomprehensible), a agilidade emocional precisará tanto ser praticada pelo líder do futuro quanto ensinada para seus subordinados.

Data Driven

Em um mundo onde 40.026 Exabytes (milhões de Gigabytes) são processados por ano, é primordial que o líder do futuro saiba usar os dados a seu favor.

Isso significa que conceitos como Data Science, Inteligência Artificial e Machine Learning estejam claros em sua mente e, mais do que isso, sejam aplicados às suas atividades cotidianas.

Embora o assunto seja novo, cursos de curta duração como Data Science aplicada para Negócios da Pearson College London reúnem os principais insights mundiais sobre o assunto, preparando jovens líderes para o caminho que trilharão em um futuro breve.

Gestão Sustentável

Além da relação pessoas-tecnologia, existe outro fator essencial para o líder do futuro: a questão ambiental.

Cada vez mais preocupados com o posicionamento das empresas diante de assuntos comuns à sociedade, os consumidores passaram a monitorar o comportamento das marcas em relação a seu discurso e, principalmente, às suas práticas.

Esse movimento trouxe para dentro das empresas um senso de comunidade que vai além da comunicação, moldando os líderes para que apliquem estratégias de sustentabilidade em cada etapa do processo.

Iniciativas relacionadas à ESG (Environmental, Social and Corporate Governance) e ODS (objetivos de desenvolvimento sustentável da ONU) se tornaram pautas urgentes para jovens profissionais que almejam ocupar cargos de liderança no médio prazo.

Diante de tantas mudanças que permeiam o futuro do trabalho, a melhor forma de se manter conectado e preparado para as tendências é olhar para os mercados que estão liderando esses movimentos.

Por esse motivo, cada vez mais profissionais estão buscando por cursos executivos de curta duração fora do país, obtendo, assim, experiência internacional durante suas férias.


Se você quer se tornar um líder do futuro, faça parte desse movimento e encontre um curso de curta duração em locais como Londres, Nova York e Califórnia e esteja à frente do mercado!