Entrevista com Paolo Bellamoli, coordenador dos programas internacionais da CUOA Business School

Hoje trazemos para você uma parte da conversa entre o Prof. Aldo Brunhara, Diretor de Relações Internacionais da IBS Americas, e o Professor Paolo Bellamoli, Coordenador dos Programas Internacionais da CUOA Business School. O bate-papo abordou temas importantes referentes aos programas oferecidos pela CUOA e quais são as perspectivas de formação internacional que o Prof. Paolo considera relevantes.

1. Professor Paolo, qual a sua função na CUOA Business School e quais são os campos de atuação da escola?

Olá, Prof. Aldo Brunhara, sou o responsável pelos programas internacionais oferecidos pela CUOA Business School. A CUOA oferece programas de negócios desde 1957, quando foi fundada pela Universidade de Pádua, na Escola de Engenharia, e hoje é considerada uma das mais importantes escolas voltadas para Negócios da Itália, recebendo alunos de várias universidades do país. Além do apoio de várias faculdades, recentemente tivemos também o setor privado investindo e tornando-se um de nossos parceiros com o objetivo de expandir nosso conhecimento em Negócios. A CUOA não oferece programas de graduação, a escola é focada em programas de Negócios, MBAs, Mestrados, Programas Executivos e Programas Customizados para Empresas. Devido à nossa influência na Itália, a maioria dos bons executivos e gerentes já estudou conosco e hoje fornece conhecimento para aprimorar esses programas. No âmbito internacional temos parcerias com diversas universidades ao redor do mundo e o tempo todo estamos trabalhando para aprimorar o conteúdo de nossos cursos.

2. Você pode repassar os programas de inverno e verão que a IBS Americas tem com a CUOA e explicar as características que esses programas têm?

Os programas de verão e inverno que mantemos com o IBS Americas têm a duração de três semanas. Neste período os alunos são motivados a trabalhar em diferentes projetos com o objetivo de aumentar seus conhecimentos no tema do curso escolhido. Nesse cenário, os alunos internacionais são definitivamente um elemento-chave, pois com diferentes origens e culturas participando da mesma aula, o aluno é capaz de visualizar a situação com uma perspectiva mais ampla. Ao final dos programas, os alunos conquistam uma melhora importante em suas habilidades pessoais e de trabalho, e voltam aos seus países com uma visão diferente do mundo e das oportunidades que podem encontrar. Além disso, os programas de três semanas proporcionam aos alunos a oportunidade de conhecer os lugares mais incríveis da Itália e, também, viajar para diferentes países e aprender mais sobre a cultura europeia.

Hoje temos quatro programas organizados em parceria com a IBS Americas: Creativity, Innovation & Entrepreneurship; Business Strategy & Marketing Management; International Management & Leadership; and Operations, Logistics & Lean Management, todos projetados com uma perspectiva internacional tentando demonstrar aos alunos como cada área atua na cadeia global de suprimentos.

3. Você poderia nos contar como os professores são selecionados para lecionar essas aulas?

Selecionamos professores com critérios diferentes, mas estamos focados em escolher os professores que irão melhorar o processo de aprendizagem de cada curso. Os cursos possuem uma combinação do mundo acadêmico e profissional, com professores com grande networking e experiência na área, e todas essas características trabalham juntas para oferecer os melhores programas para os alunos internacionais.

4. Paolo, você pode falar sobre as visitas as empresas e quais empresas os alunos costumam frequentar?

A CUOA Business School está localizada no cinturão manufaturado da Itália e essa característica nos oferece um bom número de empresas, desde as focadas em desenvolvimento de peças mecânicas, alimentos, indústria do vinho, indústrias de roupas e calçados, até a área química. Procuramos proporcionar de 2 a 3 visitas a empresas multinacionais e algumas visitas a empresas que são famosas na Itália e que são as melhores em sua área de atuação. Também quero ressaltar que visitar as pequenas empresas às vezes é mais interessante do que ir às grandes, pois proporcionam um melhor contato com os gerentes e diretores, e possuem uma identidade de empreendedorismo para inovar no mercado que ajudam os alunos a encontrar oportunidades.

5. Professor Paolo, você poderia comentar sobre o Project Work e por que ele é importante para a conclusão do curso?

O Project Work é uma atividade diferente dependendo do curso que o aluno está matriculado. O objetivo é estimular os alunos a desenvolver uma nova perspectiva no processo de aprendizagem sobre Negócios. A maioria dos Project Works são desenvolvidos em conjunto com empresas e é incrível ver como alunos, com diferentes formações, podem ter insights interessantes para resolver os mesmos problemas.

Está gostando desse bate-papo? Clique no vídeo abaixo para conferir a conversa na íntegra e ter acesso a informações importantes para realizar um programa internacional na Itália.

https://www.youtube.com/watch?v=H2-Jcjr2W5M


Clique aqui para conhecer mais sobre a CUOA Business School ou nos links abaixo, para ter acesso aos detalhes dos cursos oferecidos:

– Business Strategy & Marketing Management

– Creativity, Innovation & Entrepreneurship

– International Management & Leadership

– Operations, Logistics & Lean Management